fbpx
Search
Close this search box.

Coração, rins e fígado são captados e doados através de cirurgia realizada na Santa Casa

🔹 Nesta segunda-feira (27) uma cirurgia de captação e doação de órgãos, ocorrida no bloco cirúrgico do Hospital Geral da Santa Casa do Rio Grande, proporcionou uma nova oportunidade de vida a cinco (5) indivíduos que estavam aguardando na fila da Central de Transplantes do Rio Grande do Sul.
Sob a coordenação da Organização de Procura de Órgãos (OPO 5), equipes compostas por profissionais das Santas Casas de Rio Grande e Porto Alegre realizaram a cirurgia após a confirmação da morte encefálica de um paciente masculino de 20 anos. No decorrer do procedimento, coração, rins e fígado foram captados e prontamente encaminhados a receptores ativos na lista de espera.
Essa notável intervenção merece destaque, uma vez que, nos últimos cinco anos, não se registrava captação de coração em Rio Grande. O órgão captado encontrou seu destino em um paciente de 50 anos que estava à beira da morte, reacendendo a esperança pela vida.
É crucial ressaltar que essa doação só foi possível devido à nobre decisão da família do doador. Mesmo em um momento de tristeza, eles escolheram pensar no próximo, causando um impacto positivo na vida daqueles que aguardavam ansiosamente por um órgão.
Destaca-se também que, para se concretizar um procedimento desta complexa magnitude, e com a rapidez requerida, foi necessário organizar uma procedimento logístico englobando equipes médicas, secretaria de trânsito, brigada militar, três viaturas de emergência (incluindo uma ambulância) e uma aeronave para transporte.
No caso específico do transporte de um coração, como foi este caso, a urgência é evidente, pois ele deve ser reimplantado em até no máximo 4 horas após a retirada.
Esta história ressalta a importância da doação de órgãos e destaca como um simples “sim” pode salvar múltiplas vidas. A mensagem é clara: Seja um doador de órgãos e informe sua família! #1Salva8 #DoeVida #DoeÓrgãos

Compartilhe